Como começar a carreira de Redator Freelancer

Trabalhar como freelancer
Spread the love

A carreira de um redator freelancer abriga características específicas, como em todo tipo de profissão. Nada vem fácil, você não fica rico de uma hora para outra, você precisa ter disciplina, tem que ir atrás do que você quer para obter os resultados que espera. Mas ela também tem suas peculiaridades que atraem muitos freelancers e os fazem se apaixonar: o profissional ganha fazendo o que gosta, ele organiza o próprio horário de trabalho, pode produzir sem sair de casa e ainda pode conciliar a atividade com outras obrigações.

Quer entender como entrar nessa vida e ter sucesso trabalhando com o que você se identifica? Então vamos à leitura!

Redator freelancer: o começo de tudo

Era uma vez uma menina chamada Amanda. Ela precisava ter uma grana e uma ocupação que a fizesse ver mais sentido em sua existência. Certo dia, navegando pela Internet, ela se deparou com o termo “redator freelancer web” e procurou saber mais a respeito. Pensou: “Por que não? Afinal, gosto de escrever e posso unir o útil ao agradável. Faço textos e ganho dinheiro com eles”. Então, no mesmo momento, ela começou sua produção, e na semana seguinte já tinha dinheiro para fazer uma viagem internacional. Só que não! Contos de fadas não existem em nenhuma profissão, então vamos voltar à realidade. Considere estas dicas, que vão lhe ajudar bastante no começo, beleza?

Faça cursos específicos

Escrever para a web é diferente de uma escrita em livros ou trabalhos da faculdade. Na Internet há algumas regras especiais a serem seguidas, e para conhecê-las, é importante que você faça alguns cursos que lhe habilitem melhor na carreira. A estrutura do texto precisa ser feita de uma maneira que não canse o leitor. Você também precisará entender um pouco sobre alguns conceitos como: SEO (a maioria dos clientes vai exigir isso), inbound marketing, marketing de conteúdo, copywriting, CTA, persona, heading tags.

No começo, pode até parecer um pouco complicado e estranho, principalmente pelo fato de a maioria dos termos serem usados em inglês mesmo, sem tradução para o português. Então, a dica é: procure cursos na Internet que expliquem bem como é a redação para a web. Faça muitas anotações no começo, não tente guardar todos os conceitos e regras na cabeça. Primeiro, porque essa é uma estratégia de você passar na provinha (a maioria dos cursos tem) e obter o seu certificado. Segundo, porque você vai precisar consultar essas informações nas suas primeiras produções.

Freelancer redator

Treine e peça feedbacks

É normal que nos primeiros textos você sinta que não sabe direito se está fazendo certo, e para saber, só tem um jeito: faça. Nem que seja para alguém lhe falar depois que não é bem desse jeito. A única maneira de você conseguir fazer textos bons é se arriscar e começar. Tente pedir feedbacks para pessoas da área. Se não conhecer ninguém, você pode entrar em grupos do Facebook relacionados a marketing de conteúdo ou redator web e tentar perguntar se há algum produtor de conteúdo ou revisor que possa dar uma lida no seu artigo e fornecer feedbacks construtivos.

Veja como está a precificação no mercado

Apesar de você estar começando agora, você não precisa ficar fazendo trabalhos de graça (ou quase). O preço cobrado por redatores pode variar bastante no meio. Há quem já esteja no mercado há anos e coloque um preço bem alto. Há quem ainda esteja começando e fique perdido se pode iniciar com um valor bem baixo. E há também aqueles que, apesar de estarem trabalhando no ramo há vários anos, ainda cobram valores que nem um iniciante cobraria, desvalorizando a profissão.

Uma maneira de você ter uma ideia é saber o quanto as plataformas de marketing de conteúdo estão pagando para seus redatores. Você pode pensar em um preço aproximado para seus artigos.

Defina um nicho de atuação

O indicado no começo, se você não tiver mesmo alguma experiência na área de marketing ou jornalismo, é que você escolha um nicho para escrever, com o qual você tenha mais afinidade. Isso lhe dará mais segurança para pegar os pedidos e fazer as pesquisas. Lembre-se de que você precisará ler alguns textos sobre o tema para conseguir produzir cada job. Assim, se você já tiver facilidade para entender e captar os principais conceitos, seu nível de ansiedade fica menor. Depois, com o tempo, você pode ir ampliando suas possibilidades e arriscando artigos de outros nichos.

As áreas solicitadas pelos clientes podem ser várias. Veja:

  • marketing digital;
  • saúde e comportamento;
  • e-commerces;
  • finanças;
  • administração;
  • direito e leis;
  • tecnologia;
  • moda e beleza;
  • e várias outras.

Apareça para ser visto

Um redator freelancer tem muitas maneiras de conseguir jobs, como:

  • elaborando um portfólio com vários textos, para que os clientes conheçam seu tipo de escrita;
  • criando um blog, que tem o mesmo propósito do portfólio, mostrar seus artigos para quem quiser ver antes de lhe contratar;
  • inscrever-se em plataformas de marketing e tentar pegar artigos por intermédio delas.

De qualquer forma, vai precisar de um esforço da sua parte. Criar textos para o blog ou portfólio vai demandar tempo e dedicação. Mas isso pode ser recompensado a médio prazo. E você vai precisar fazer divulgação para tentar conquistar seus clientes. Inscrever-se em plataformas pode ser um pouco mais fácil, pois elas costumam fazer a ponte entre você e o cliente, repassando a você as solicitações de artigos, e você as aceita se quiser. Para a maioria, você precisará ter certificados de cursos e fazer sua candidatura.

Trabalhar como redator

Organize-se para cumprir os prazos

Ter esse trabalho tem muitas vantagens, porém um fator essencial nessa profissão é que você tenha responsabilidade e consiga entregar os trabalhos na data estabelecida. Assim, só pegue a quantidade de textos que você tem a certeza de que vai dar conta e combine um prazo que seja viável a você. Bom, “e se acontecer algum imprevisto?”, você pode estar se perguntando. Imprevistos acontecem e podem mesmo não ser culpa sua. Nesse caso, a solução é tentar conversar com o cliente e explicar a situação, e de preferência antes que o prazo expire. Mas, pelo menos nos primeiros jobs, faça de tudo para suprir as expectativas. Não queime seu filme à toa.

Seguindo essas dicas, você já pode começar sua carreira de redator freelancer e conseguir pegar seus primeiros artigos. Arrisque e tente, ainda que a insegurança bata. Pois é só praticando que a gente vai se aperfeiçoando, beleza? E se não deu certo na primeira vez, procure saber os seus erros, para aprender com eles.

Oportunidades para ganhar dinheiro como produtor de conteúdo freelancer

A principal porta de entrada para a área de produtor de conteúdo são as plataformas que trabalham com marketing digital. São plataformas as quais fazem o intermédio entre freelancers e clientes que precisam de conteúdo para seus sites e blogs.

Plataforma Meu Redator

Na plataforma Meu Redator, o redator de conteúdo pode se candidatar as vagas disponíveis através do envio de um texto para avaliação das suas habilidades de escrita e perfil de trabalho. O texto de avaliação pode ser elaborado conforme as pautas sugeridas, ou também é possível enviar um texto que já tenha sido elaborado por você.

Como produtor de conteúdo online, você trabalha no conforto do seu lar e economiza tempo e dinheiro com transporte até o local de trabalho, entre outras vantagens. Gostou da ideia? Comente.

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*