Como trabalhar em casa? Seis dicas de produtividade

Tempo de leitura: 3 minutos

Home Office é uma das possibilidades criadas pelo avanço da tecnologia, mas não se engane, é necessário disciplina para satisfazer clientes e atingir metas. Aprenda aqui como trabalhar do conforto de casa sem perder em produtividade. Quer mais dicas para aprender como trabalhar em casa, clique aqui. 

Quando começamos a imaginar o exercício de nossa profissão na tranquilidade do lar, mantemos longe a ideia de algumas situações podem travar o empreendimento. Clássico engano. Para idealizar como trabalhar em casa e administrar um nível alto de produção, precisamos considerar que há muitos prós, mas também encontramos alguns contras. Por isso, listaremos aqui seis dicas que alavancarão o rendimento no seu ambiente de trabalho, isso é, na sua casa.

Aprenda como trabalhar em casa

1.Vista-se para trabalhar em casa, não para cochilar

Sentar em frente ao computador sem ao menos tirar a roupa com que dormiu pode ser o primeiro entrave. Não há necessidade de vestir ternos ou de tirar a gravata ou o salto alto, de fato, mas uma vestimenta condizente com a atividade profissional pode ser a primeira mensagem ao cérebro de que o momento é de concentração e foco, não de lazer ou relaxamento, e o primeiro sinal de que o dia está para começar com tudo. São nos detalhes que conseguimos trabalhar em casa com muita produtividade.  

  1. Ambiente profissional

Fazer do quarto ou da sala um verdadeiro Office é requisito primordial de como trabalhar em casa. Organizar os papéis e os livros, deixar tudo limpo sobre as mesas, enfim, certificar-se de que está alojado em um lugar com acesso fácil a tudo que for necessário. Mais uma vez, vale demais o sentimento de entrega e de pertencimento durante o ofício.

  1. Metas estipuladas

A organização não se limita ao espaço onde irá produzir, obviamente. Definir metas semanais, mensais, talvez até anuais, para manter o ritmo e a empolgação. Identificar e definir os horários de atividade em que você consiga atuar melhor é uma ótima estratégia, que te dá a chance de programar passeios e encontros (ou mesmo cochilos) em momentos que seriam impensáveis em um ambiente de trabalho tradicional. Lembre-se sempre de manter tudo registrados, não faltam ferramentas digitais para te lembrar de reuniões ou tarefas a longo prazo.

  1. Hora da pausa

Ainda sobre a definição de horários: Pare para comer e para relaxar a mente. Assim como nos escritórios, não faz nada bem viver de sanduíches engolidos em dez minutos e ficar horas a fio sem se levantar. Faça da refeição uma atividade prazerosa, aproveite o fato de ter uso total da cozinha (a sua cozinha). Por que não inovar no almoço, de vez em quando, experimentar pratos novos?

Após o almoço, ainda da para separar um tempo para realizar exercícios de alongamento, ou quem sabe bater pernas pela redondeza, tudo para não ficar mentalmente desgastado e voltar com energia recarregada.

  1. Nada de facebook

Parar a criação para dar uma conferida nas redes sociais de cinco em cinco minutos é uma das ações mais contraproducentes que alguém pode tomar. Trabalhar em casa é sinônimo de entrega full time ao projeto, no horário programado para isso. Deixar a televisão ligada escutando os comentários sobre a rodada do futebol não ajudam em nada, assim como manter contato com a família em períodos longo e indeterminados. Lembre-os de que aquele é um momento de concentração.

  1. E nada de reclusão

Também não há a necessidade de se trancar e viver em permanente estado de reclusão. Trabalhar em casa acaba muitas vezes com a falta de contato com outras pessoas, mas cabe a você mudar isso.

Geralmente, a hora do cafezinho pode ser considerado uma desvantagem do home office. Sendo assim, nos momentos de tranquilidade, aproxime-se dos chegados, conheça pessoas novas. Relacionar-se bem e impor limites é um dos segredos de como trabalhar em casa.

 

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *